sexta-feira, 31 de janeiro de 2014


terça-feira, 28 de janeiro de 2014


segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Ménière... Oh Ménière.

O Síndrome de Ménière não tem cura. Há que aprender a viver com ele, há dias melhores, dias menos melhores. Ontem fui um desses dias… daqueles em que só apetece desligar a tomada. Ontem o Ménière ia vencendo, porque há dias em que simplesmente estamos tão cansados dele que só apetece baixar os braços. São muitas as pessoas que não sabem, nem entendem o quanto é difícil esta doença, e ta...mbém são muitas as pessoas que perdem a paciência connosco. O que é compreensível, se nós próprios perdemos tantas vezes a paciência com este não convidado. Foi num dia como ontem que tive a ideia de juntar meia dúzia de pessoas que sofrem deste Síndrome, na altura pareceu-me descabido, mas depois do dia de ontem quero realmente fazer isso. Juntar meia dúzia de pessoas que sofrem do Ménière, para fazermos uma curta-metragem com a ardósia, de sensibilização à comunidade/sociedade de um modo positivo. Se és da zona de Lisboa e conheces alguém que sofra de Ménière e queira participar nesta curta-metragem, indica-lhe deste projecto. Pequenos gestos, podem fazer toda a diferença. Muito obrigada.

Abraço daqui de mim, Estranha Pessoa Esta.

No último domingo saiu à rua a IV curta-metragem Numa Rua. Aqui--> http://www.youtube.com/watch?v=ljWjjES465Q&feature=youtu.be

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014



”… procuro uma pessoa que não existe
mas nem isso me vai inibir de a encontrar.”
Pedro Chagas
origem
 

Contador Grátis